quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Curta Sergipano será exibido na 8a Mostra Cinema e Direitos Humanos na Amércia do Sul

A diretora Everlane Moraes está rindo à toa. Motivo não falta, já que seu curta-metragem “Caixa D’Água: Qui-lombo é esse?” fará parte da programação da 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul,  iniciada no último dia 26 de novembro em 26 cidades brasileiras e no Distrito Federal (em Aracaju, o evento acontecerá de 17 a 22 de dezembro, no Museu da Gente Sergipana).

O documentário, que mostra a importância cultural e histórica do bairro aracajuano Getúlio Vargas, através de depoimentos de moradores da comunidade remanescente quilombola Maloca, não só constará da programação oficial da Mostra, como também compõe o kit do evento- juntamente com os filmes “Doméstica”, “Kátia”, “Brasília Segundo Feldman” e “As Hiper-mulheres”- a ser distribuído para cerca de 500 instituições (entre pontos de cultura, instituições federais, cineclubes, museus, bibliotecas, etc.).

Para a diretora, que é funcionária da Fundação Aperipê e graduanda em Artes Visuais pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), a inserção de seu filme nessa Mostra que se dedica a apresentar filmes sul-americanos que discutem temas atuais de Direitos Humanos no nosso continente, é uma excelente oportunidade de difundi-lo pelo país. 

“Soube que estavam abertas as inscrições no edital que selecionaria filmes de vários lugares para compor a 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul e que estes integrariam o kit. Como eu já conheço essa mostra e sei de sua importância, inscrevi-me e esperei, sem imaginar que seria selecionada, pois ela é bastante concorrida. Fiquei muito feliz com o resultado, não só porque ‘Caixa D’Água’ será exibido nas capitais brasileiras e em várias outras cidades que receberão o kit, como concorrerá a R$ 8 mil reais, caso seja escolhido como melhor curta, pelo voto popular”, diz Everlane.

Desde que foi lançado no final do ano passado, no Museu da Gente, como um dos filmes contemplados pelo edital de Apoio à Produção de Obras Audiovisuais Digitais de Curta-metragem (mais conhecido como Edital Orlando Vieira) pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), “Caixa D’Água: Qui-lombo é esse ?” tem feito uma bela carreira.

Ao todo, já participou de 15 eventos (entre mostras e festivais), tendo sido o vencedor da Mostra Nordeste (júri oficial) do SERCINE 2013; o filme de abertura da 7ª edição do Festival Visões Periféricas (RJ) e vencedor do Curta-SE 2013, na categoria Melhor Vídeo Sergipano (voto popular). Agora, além de constar na programação da 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul, o curta foi selecionado para a Mostra Olhos Negros V (RJ) e 9ª Mostra Pluriartística Novembro Negro (SE).

Talvez, o grande sucesso do filme de estreia de Everlane Moraes, seja o fato dele fugir às fórmulas pré-estabelecidas de um documentário e fazer um belo alinhavo da história dos descendentes de escravos que vivem num dos bairros mais tradicionais de Aracaju. Sendo um misto de doc-ficção, o curta explora a oralidade dos moradores da comunidade, abandonando a tradicional entrevista no estilo “um banquinho, um microfone”, onde os depoimentos em voz off é que dão o tom da narrativa e agrega às imagens dos moradores, as poéticas cenas ficcionais de um ex-escravo chegando à capital sergipana.

Uma das cenas mais emocionantes do curta é parte da entrevista do cantor Irmão concedida ao programa Aperipê em Memória (1991) e resgatada pela diretora (sobrinha do artista). Na imagem de arquivo, após uma breve fala, ele entoa uma canção que fez em homenagem à sua comunidade e emenda com um rap que embala o final de “Caixa d’Água: Qui-lombo é esse ?”.

Além da Mostra Competitiva, da qual “Caixa D’Água: Qui-lombo é esse”? faz parte, a 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul contará com Mostra Indígena, Mostra Homenagem- Vladimir Carvalho  e Programas Especiais. Confira a programação completa no site http://mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/
Postar um comentário