quinta-feira, 26 de março de 2009

Jolie até que merecia o Oscar...

Fui ver ontem, com um certo atraso, o filme "A Troca" com Angelina Jolie, John Malkovich, Jeffrey Donovan, entre outros. O filme é um deleite em matéria de direção de arte, figurino e interpretações.
A começar pela própria Jolie, que se tivesse ganho o Oscar desse ano, colocaria a segunda estatueta na sua estante de forma merecedora. Explico: Kate Winslet merecia ter ganho pelo papel de April, vivido em "Foi Apenas Um Sonho" de Sam Mendes e não, por sua atuação em "O Leitor", que apesar de correta, não tem nada de excepcional. Daí porque se Jolie ou Meryl Streep por "Dúvida" tivessem 'papado' a estatueta, ninguém estaria reclamando.

Angelina Jolie, para quem acompanha sua trajetória em Hollywood e assistiu a esse filme magistralmente dirigido po Clint Eastwood, incorporou de fato, Christine Collins , a mãe que tem seu filho (Walter) desaparecido e precisa lutar contra a polícia corrupta de Los Angeles, para provar que o menino ainda corre perigo. É bem verdade, que em alguns momentos, seu choro pareça ser exagerado, e Eastwood prefira filmá-la muitas vezes de perfil ou com o semblante parcialmente coberto pela aba do chapéu, com o propósito talvez, de intensificar a dramaticidade.

O mérito do diretor está em conduzir com maestria os atores (sejam eles tarimbados ou não), bem como prender o expectador à história, ainda que ela se desenrole por cerca de 140 minutos.

Quanto ao final, que muitos não gostam por ficar em aberto, não seria a hora de vê-lo por um outro prisma? Acho que ele é até feliz, tendo em vista que Christine Collins é movida pela esperança até o final de sua vida. Não seria essa uma das forças propulsoras da existência humana?

P.S. Não percam "Dúvida" e "Do Outro Lado" que entra em cartaz amanhã no Cinemark, respectivamente, no Jardins e Riomar.


Foto : divulgação
Texto: Suyene Correia

2 comentários:

Robson Viana de Lima disse...

CARA SUYANE,

CONCORDO COM VOCÊ QUANTO AO FATO DE KATE ESTAR MELHOR NO FILME DIRIGIDO PELO MARIDO. CONTUDO, DISCORDO COM RELAÇÃO A SUA PREFERÊNCIA POR MERYL E JOLIE. A PRIMEIRA DEMORA PARA ENCONTRAR O TOM DA PERSONAGEM E DERRAPA NAS CARETAS. SÓ QUE... É A MERYL, E QUEM VAI CONTESTAR UM MONUMENTO VIVO DO CINEMA AMERICANO? A SEGUNDA, ENTREGA UMA INTERPRETAÇÃO DIGNA, CONTUDO MELODRAMATICAMENTE DEMAGÓGICA, A EXEMPLO DE TODO O FILME DO VELHO CLINT (ESTE, PESANDO A MÃO COMO NÃO FAZIA A MUITO TEMPO), E POR VEZES CANSATIVA DE TÃO CHOROSA. SE FOSSE PARA ESCOLHER UMA VENCEDORA ESTE ANO EU TERIA VOTADO EM ANNE HATHAWAY. COM SUA ATUAÇÃO ELA REALMENTE ME EMOCIONOU A PONTO DE FAZER O BABACA AQUI CHORAR QUENEM UMA CRIANCINHA NUM CINEMA LÁ DE SÃO PAULO, DURANTE BREVE VISITA A MINHA IRMÃ QUE MORA PARA AS BANDAS DO SUL.

PERGUNTA: ASSISTIU O LUTADOR? O QUE ACHOU? A IMPRESSÃO DE SE TRATAR DE UM EXERCÍCIO PRESUNÇOSO DE ESTILISMO VISUAL FRACO DE ESCOPO FILOSÓFICO E SOCIAL (QUE ELE MESMO PROTESTA PARA SI) FOI SÓ MINHA?

ABRAÇO.
ROBSON
robsonvianadelima@hotmail.com

PS: EM SAMPA TAMBÉM ASSISTI A FROST/NIXON, E ACABEI PAGANDO COM A PRÓPRIA LÍNGUA. SEMPRE DETESTEI O TRABALHO DE RON HOWARD. AQUELA COISA DELE SEGUIR À RISCA A CARTILHA DA INDÚSTRIA E TAL... MAS EIS QUE, A LINHA QUADRADINHA DO CARA CAI PERFEITAMENTE BEM A UM DOS ROTEIROS MAIS CORROSIVOS, CÍNICOS, PERSPICAZES E AMARGAMENTE EMOCIONANTES DOS ÚLTIMOS TEMPOS NO CINEMA AMERICANO. ADOREI. E PENSAR QUE QUEM GANHOU O PRÊMIO DE ROTEIRO FOI MILK COM SUA ESTRUTURA QUE NUNCA ULTRAPASSA A BARREIRA DA CORREÇÃO (FATOR NÚMERO UM PARA A EFICÁCIA DE QUALQUER CINEBIOGRÁFIA QUE SE QUISESSE FAZER SOBRE UMA PERSONAGEM COMO A DE SEAN PEN) E VEM COM AQUELA CONVERSA BATIDA DE DIREIROS E GARANTIAS. VAN SANT CAI CADA VEZ MAIS NO MEU CONCEITO.

Robson Viana de Lima disse...

CARA SUYANE,

RESPONDA-ME:

NA HIPÓTESE DE UMA EXPLOSÃO DE BOMBA NUCLEAR QUE DESTRUA QUASE TUDO SOBRE A FACE DA TERRA, QUE FILMES VOCÊ GOSTARIA QUE SE SALVASSEM DA TRAGÉDIA?

QUE FILMES, NA ÉPOCA DA ESTRÉIA VOCÊ NÃO VIU COM BONS OLHOS E DEPOIS, NUMA RELEITURA, PASSOU A GOSTAR?

QUAIS CLÁSSICOS VOCÊ SE PERGUNTA POR QUE PROVOCAM TANTA ADMIRAÇÃO, SE PRA VOCÊ ELES NEM CHEIRAM NEM FEDEM?

QUE LIXOS CINEMATOGRÁFICOS VOCÊ, MESMO SABENDO SE TRATAR DE LIXO, ASSISTE E AINDA SE DIVERTE?

ABRAÇO.
ROBSON.
robsonvianadelima@hotmail.com