segunda-feira, 16 de outubro de 2017

ABRACCINE lançará livro sobre Documentários Brasileiros Essenciais

No ano passado, a Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) lançou em várias capitais o livro "100 Melhores Filmes Brasileiros" pela Editora Letramento com parceria do Canal Brasil. A parceria se repetiu esse ano, e no próximo dia 26 de outubro, às 19h, na Livraria Blooks (Shopping Frei Caneca- São Paulo) acontece o lançamento oficial de "Documentário Brasileiro-100 Filmes Essenciais" dentro da programação da 41a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Reunindo 100 ensaios sobre documentários de diferentes épocas e formatos, escolhidos em votação realizada no primeiro semestre de 2017, com a participação de integrantes da ABRACCINE e convidados, a publicação organizada pelo atual presidente da associação, Paulo Henrique Silva, ainda conta com 20 textos sobre personagens e movimentos importantes da história do gênero no Brasil. 

Com apresentação luxuosa e fartamente ilustrada, a publicação parte dos pioneiros do gênero no Brasil, que desbravaram o interior em busca de imagens nos anos de 1910, como Silvino Santos e o Major Thomas Reis. Nomes fundamentais ganham capítulos especiais, como Eduardo Coutinho, Andrea Tonacci, Silvio Tendler e os irmãos João Moreira Salles e Walter Salles.

O livro também se detém na representação das mulheres, negros, dos indígenas e da periferia no documentário e aborda a presença do gênero no desenvolvimento do cinema experimental, da Boca do Lixo e da videoarte. "Mesmo que alguns filmes marcantes não estejam presentes entre os 100 filmes essenciais, eles são analisados com profundidade nesta parte histórica", registra Paulo Henrique Silva.


Para o organizador, mais importante do que estabelecer uma ordem de preferência é a percepção de muitos diálogos que são travados silenciosamente entre os 100 textos sobre a produção documental no país. "O leitor não encontrará um movimento ou cineasta do que outro, mas como cada um deles foi importante para montar os alicerces do gênero", conclui.


O lançamento será precedido por um debate com o tema "A Representação da Raça e Gênero no Cinema Brasileiro- os Limites da Percepção da Crítica" contando com a presença de cineastas como Jeferson De e Helena Ignez e críticos de cinema. A entrada é gratuita.
Postar um comentário