domingo, 4 de outubro de 2009

E o Troféu Ver Ou Não Ver foi Para....



Fiquei realmente uns dias longe do Bangalô Cult, mas foi por uma causa justa: estava fazendo assessoria do Curta-SE 9 que terminou ontem, à noite, com a entrega de prêmios aos melhores nas categorias Vídeo Iberoamericano, Vídeo de Bolso, Vídeo Sergipano, Curta e Longa-metragem em 35 mm.

Apesar do público não ter prestigiado em massa, os convidados, realizadores e apoiadores fizeram-se presentes, na noite de premiação que contou com algumas surpresas.

A começar pela escolha do Júri Popular na competitiva de Longa-metragem, que conferiu ao documentário "Cinderelas, Lobos e Um Príncipe Encantado" de Joel Zito Araújo, o prêmio de Melhor na categoria. Quem recebeu o Troféu Ver ou Não Ver, os R$ 10 mil (doado pelo BNB)e 5 min de Trilha Original dado pela Sincrônica Trilhas para o filme, foi a produtora Isabelle Cabral da Pipa Produções.

Em seu agradecimento, representando o diretor, ela afirmou que "Cinderelas, Lobos e Um Príncipe Encantado" deverá estrear em novembro no cinema da capital. Também ficou com o prêmio de Melhor Diretor, o próprio Joel Zito Araújo.

Já na categoria Melhor Ator, o Troféu foi para Cauã Reymond de "Se Nada Mais Der Certo" e Melhor Atriz, Caroline Abras de "Se Nada Mais Der Certo".
Quem também foi agraciada com o Troféu Ver Ou Não Ver , na categoria Melhor Atriz de Curta 35 mm, foi Ana Carolina Lima, por "Espalhadas Pelo Ar" de Vera Egito. Na mesma competitiva, sendo na categoria Melhor Ator, quem ficou com o troféu foi Wagner Moura, pela atuação em "Blackout" de Daniel Rezende.

Na competitiva de Vídeos Sergipanos, mais uma vez Gabriela Caldas, ficou com o 1o lugar, por "Resfriado". Por isso, ganhou além do Troféu Ver Ou Não Ver, 'abocanhou' locação de equipamentos dos Estúdios Quanta e 3 min de Trilha Original dada pela Sincrônica Trilhas.

Na segunda colocação, Fábio Rogério ganhou pelo "Arquivo de Ivan" e Rubens Carvalho, pelo documentário "U-507". Por sinal, este último protagonizou o discurso mais longo e enfadonho da noite. Lamentável!!!


Bom, mas depois da entrega dos outros prêmios, pausa para a comemoração de fato que ocorreu no Restaurante Torre do Mar. Lá, um pouco da tradição junina de Estância pode ser apreciada pelos realizadores oriundos de várias partes do país e que ficaram encantados com o barco de fogo e a guerra de espadas. Um trio pé de serra agitou a festa até a madrugada e o Curta-SE 9, quase ameaçado de não acontecer, fechou com chave de ouro a sua realização.

Mesmo tendo acontecido alguns problemas técnicos que independem da vontade da organização, o evento foi bem avaliado pelos realizadores, muitos deles visitando Aracaju pela primeira vez, que elogiaram bastante o nível técnico dos filmes selecionados.

Que o Curta-SE 10, vem a todo vapor e que Rô Rocha e Deyse Rocha, não tenham a metade da dor de cabeça que tiveram para colocar esse para acontecer.

A seguir, a relação completa dos vencedores:


JÚRI OFICIAL – CURTA 35MM

Melhor 35mm – Documentário: A Saga das Candangas Invisíveis - Diretora Denise Caputo (REPRESENTANTE BRUNA FERREIRA)
Melhor atriz 35mm: Ana Carolina Lima - Espalhadas pelo Ar (REPRESENTANTE ANA CAROLINA)
Melhor 35mm: Dossiê Rê Bordosa - César Cabral
Melhor 35mm – Animação: Calango Lengo - Morte e Vida Sem Ver Água – Diretor Fernando Miller
Melhor 35mm – Ficção: Os Filmes que Não Fiz – Diretor Gilberto Scarpa
Melhor direção 35mm: Daniel Rezende – Blackout
Melhor ator 35mm: Wagner Moura – Blackout
Menção honrosa para o diretor: Gilberto Scarpa – Os Filmes que não Fiz

Melhor 35mm – Temática Nordestina: Vitalino e Nós no barro-Alunos da Rede Municipal de ensino de Vitória


LONGA 35 MM

Melhor longa - Cinderelas, Lobos e um Príncipe Encantado - Joel Zito Araújo

Melhor diretor (longa) - Joel Zito Araújo - Cinderelas, Lobos e um Príncipe Encantado

Melhor atriz (longa) – Caroline Abras - Se Nada Mais der Certo

Melhor ator (longa) – Cauã Reymond - Se Nada Mais der Certo




JÚRI OFICIAL – VÍDEO

Melhor Vídeo - A Ilha - Alê Camargo

Melhor Vídeo Ficção - A Pensão - Marcelo Presotto

Melhor Vídeo Documentário - A Vermelha Luz do Bandido - Pedro Jorge

Melhor Vídeo Animação - De Ovos e Guarda-chuvas - Alexandre Bersot

Menção Honrosa - Várias Vidas de Joana - Cavi Borges


JÚRI OFICIAL – VÍDEOS SERGIPANOS

3º lugar: U-507 – Diretor Rubens Carvalho

2º lugar: O arquivo de Ivan – Diretora Fábio Rogério

1º lugar: Resfriado – Diretora Gabriela Caldas


JÚRI POPULAR

Melhor curta 35mm – Dossiê Rê Bordosa – Diretor César Cabral

Melhor vídeo sergipano - U-507 – Diretor Rubens Carvalho

Melhor vídeo de bolso - Sexo não é Brincadeira – Diretora Luciana Kamel

Melhor vídeo – De Volta ao Quarto 666 – Diretor Gustavo Spolidoro

Texto e Algumas Fotos: Suyene Correia

Foto1 : A blogueira e a amiga Luciana Kamel (Melhor Vídeo de Bolso)

Foto 2: Ana Carolina Lima (Melhor Atriz Curta 35 mm) e a blogueira em um das festas do Curta-SE 9

Foto 4: O ator Genézio de Barros e o diretor Hermano Penna na apresentação de "Olho de Boi"

Foto 3: Isabela Meirelles, atriz de "Praça Saens Peña" concede entrevista ao Canal Brasil

Foto 5: Guerra de Espadas na festa de encerramento do Curta-SE 9
Postar um comentário