domingo, 1 de março de 2015

"O Mundo Segundo Mafalda" prossegue até 15 de março na Praça das Artes


O Mundo Segundo Mafalda_foto Simone Melo_http://bangalocult.blogspot.com

O Mundo Segundo Mafalda_foto Suyene Correia_http://bangalocult.blogspot.com

Mundo Chinês_foto Suyene Correia_http://bangalocult.blogspot.com

O Mundo Segundo Mafalda_foto Suyene Correia

O Mundo Segundo Mafalda_foto Sylvia Masini



Quando me programei para passar o carnaval em São Paulo, a exposição "O Mundo Segundo Mafalda", automaticamente, passou a fazer parte do meu roteiro cultural. Inicialmente, prevista para encerrar ontem, a mostra foi prorrogada até o dia 15 de março, devido à grande visitação (até agora, foram mais de 150 mil visitantes pela Praça das Artes, desde a abertura, em dezembro de 2014).

Realizada pela Fundação Theatro Municipal de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura e programa São Paulo Carinhosa, em parceria com a produtora cultural Mundo Giras e com a curadoria do Museo Barrilete da cidade de Cordoba, Argentina, a exposição é dividida em 13 módulos e duas oficinas. 

"O Mundo Segundo Mafalda" é uma viagem pelos cartuns e histórias em quadrinhos que cativam leitores em quase 26 idiomas. Pensada para adultos e crianças, a mostra apresenta também outros elementos que ajudam Mafalda a compreender o mundo cada vez mais confuso para seus pequenos olhos, como sua casa, o carro de seus pais, os amigos, seu armário, os globos 'terráqueos', além de publicações originais e uma antiga vitrola.

Aliás, os cenários e objetos são os grandes destaques da exposição que traz como personagem principal, essa menina que nasceu em 1963, em Buenos Aires, pelas mãos de Quino. No entanto, Mafalda só foi mostrada ao mundo, no ano seguinte, numa tirinha publicada no "Primeira Plana", já acompanhada dos pais, Papá e Mamã.

Fã dos Beatles e do desenho do Pica Pau, a garotinha de seis anos ganhou novos amigos, a partir de 1965: Filipe, Manolito, Susanita  e Guille (seu irmão caçula). Ainda se juntaria à trupe o amigo Miguelito, a garoinha Liberdade e a tartaruga Burocracia.

Mafalda completou 50 anos, em setembro do ano passado e o que sempre chamou a atenção nessa argentina de classe média, foi seu olhar crítico e apurado para as questões de sociais e econômicas de todo o planeta.

Amanhã, a exposição estará fechada para que seja feita a manutenção necessária das peças. E a partir da terça-feira, a mostra reabre em seu funcionamento normal. A exposição pode ser visitada das 9 ás 20h, na Praça das Artes (Av. São João, 281- Centro -próximo às estações Anhangabaú e República do Metrô). A entrada é gratuita.
Postar um comentário