segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Que tal ouvir "She's Like The Wind" hoje ?

Nunca vou me esquecer da primeira vez que escutei esta canção. Eu tinha 16 anos, havia saído do Colégio do Salvador, à tarde, depois das aulas do Científico e me encaminhei com um grupo de colegas para o Cine Palace (esquina da Rua João Pessoa com a Praça Fausto Cardoso).

Lá, estava em cartaz, um filme chamado "Dirty Dancing"- que na tradução brasileira ganhou o título de "Ritmo Quente"- e que a cada sessão vespertina, agregava mais e mais adolescentes, ávidas para ver o "pão" (era asim que chamávamos um cara bonito, na época)  Patrick Swayze remexendo prá lá e prá cá os quadris, num mambo sensual.

Até então, não tinha assistido nenhum outro filme com aquele "gato", mas a repercussão nos intervalos das aulas era tamanha, que fui conferir a estória meio non sense de uma garota (Jennifer Grey), um tanto sem graça, que vai passar as férias de verão num hotel de veraneio com os pais e a irmã e se apaixona pelo professor de dança (Swayze) do local.

Mesmo desajeitada para o bailado, o destino faz com que "Baby" (Grey)  termine  fazendo par com o dançarino Johnny Castle (Patrick Swayze), na ocasião em que sua parceira Penny Johnson (Cynthia Rodes) fica impossibilitada de dançar, numa apresentação especial.

Das aulas repetidas e do contato cada vez mais intenso entre ambos, vai nascendo um sentimento de paixão. A cena é corretamente filmada (uma espécie de clip) tendo como trilha de fundo, o próprio ator interpretando a romântica "She's Like The Wind". Foi nessa hora e no final da projeção, com a música tema " (I've Had) The Time Of  My Life" que nós, garotas um tanto quanto reprimidas, sentimo-nos nas nuvens...
O cinema literalmente veio abaixo com os gritinhos histéricos da mulherada e o que a maioria desejava era  que aquele ator, até então desconhecido da maioria, aparecesse logo em outro filme "sessão da tarde".

Somente três anos depois, nosso desejo foi atendido. Em 1990, Swayze  faria outro filme que marcaria a sua carreira e a história do cinema americano romântico: "Ghost- Do Outro Lado da Vida" de Jerry Zucker.
Dessa vez, a produção era mais cara, contava com Demi Moore e Whoopi Goldberg (por onde andará as duas ?) e outra canção, dessa vez "Unchained Melody" de Alex North, que viraria uma baba.

Bom, mas essa já é uma outra estória. Só queria, de uma certa forma, prestar uma homenagem ao ator, que faleceu hoje, vítima de um câncer de pâncreas (diga-se de passagem, diagnosticado há quase um ano e meio). Como sempre faço, quando um astro desses morre, revejo um de seus filmes.
Mas hoje, prefiro escutar a canção "She's Like The Wind" na voz de Swayze.

Texto: Suyene Correia

Foto: Jennifer Grey e Patrick Swayze formavam o par romântico de"Dirty Dancing"
Postar um comentário