sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Itaú Cultural abriga "Cinema Sim- Narrativas e Projeções"






Até o dia 21 de dezembro, quem for a São Paulo, não pode deixar de visitar a exposição em cartaz no Instituto Itaú Cultural (localizado na Av. Paulista, 149) que aborda a instalação- filme, linguagem que potencializa a relação histórica do cinema com as artes visuais.

Na exposição "Cinema Sim-Narrativas e Projeções", o espaço expositivo integra-se ao espaço fílmico e vice-versa e dessa imbricação de funções surge uma expansão sobre o que se entende e se define por cinema.

Vários trabalhos presentes nesta exposição me chamaram a atenção. O primeiro deles foi o vídeo 89 Seconds at Alcázar de Eve Sussman & Rufus Corporation que cria os momentos anteriores e seguintes à cena retratada na obra As Meninas de Velázquez. A video-artista participou de um seminário- Ainda Cinema- ligado à exposição, e contou como surgiu a idéia de compor esse vídeo.

Também presente nesta mesa, estavam o Hiraki Sawa, um japonês que mora em Londres, e através de suas coleções de pequenos objetos, como aviões e cavalos de balanço, cria trabalhos surreais. É o caso de Going Places Sitting Down, em que cavalinhos de balanço ganham vida e se deslocam pelo ambiente da residência, em cenas inusitadas.

Completando a mesa, estava Anthony McCall, que discorreu sobre You and I, Horizontal III , uma das instalações da série Solid Ligth Films que o artista desenvolve desde 1973.

Também fiquei estupefata com as máquinas de projeção Repellus de Peter Fischer, em que a imagem de um vídeo é projetada em uma espécie de chuva de gotas de vidro e I Fly II do mesmo inventor, em que uma imagem é projetada numa bruma de vapor. Ao todo são 11 artistas com obras instigantes que nos faz perceber o cinema-arte, sob um novo olhar.

A exposição se completa com a "Mostra O Visível e O Invisível" que prossegue até o dia 23 de novembro, com exibição de trabalhos de 18 artistas, entre os quais Gustav Deutsch, Jenny Perlin, Patrícia Esquivias, Fiona Tan, entre outros.

A programação é gratuita, sendo que para assitir aos trabalhos da "Mostra O Visível e O Invisível" é preciso retirar o ingresso na bilheteria com meia hora de antecedência.

Mais informações pelo site http://www.itaucultural.org.br/

Foto 1: Frame de 89 Seconds at Alcázar de Eve Sussman
Foto 2: Projetores inusitados de Peter Fischer

Texto: Suyene Correia




Postar um comentário