quinta-feira, 27 de agosto de 2009

"Apague Esta Noite" de sua memória

Não sei se o cantor estava gripado ou realmente sua voz já não é mais a mesma. Sei apenas que o show de ontem, de Flávio Venturini no palco do Teatro Tobias Barreto, foi lamentável.
Primeiro que para a produção, frente ao público não muito expressivo que compareceu à apresentação, senão ficou no prejuízo, no máximo, deve ter ficado no 0 X 0.

Segundo, que para este mesmo público, na sua maioria casais ou solteiros de idade madura, ouvir Flávio Venturini interpretar uma música em vários tons diferentes (e porque não dizer, desafinando, também), deve ter sido um suplício.

Devo ter assistido uns 20 minutos de espetáculo e depois saído para o hall. Lá, permaneci mais uns 15 minutos e pude comprovar que não apenas eu estava inquieta com a performance do cantor mineiro, mas uma cota considerável da plateia. A cada instante, um admirador ou fã impaciente saía, ia para o banheiro ou se dirigia ao café e não mais voltava para o espaço interno.
Era visível que havia algo de errado, tendo em vista que show que é bom, que envolve o público, não há dispersão.

Enquanto isso, lá fora, dois conhecidos meus, vendedores de LPs, Garção e John, arrumavam seus produtos raros, na esperança de arrecadar uns trocados. Entres os vinis, três de Flávio Venturini (os primeiros dele em carreira solo) e uns do 14 Bis. Brincando, falei que era mais fácil o pessoal se interessar por aqueles discos, quando a voz do cantor ainda estava em forma, do que adquirir o novo CD/DVD.

Ainda que um bom estúdio possa fazer milagres (e a gente sabe o quanto eles podem, realmente fazer) com aquela performance de ontem, Venturini deve ter decepcionado muitos os seus fãs. Não sei se houve venda de CDs no hall, mas a má impressão que ele deixou por conta da desafinação com certeza fizeram com que o título do show "Não se Apague Esta Noite", fosse rapidamente cambiado para "Apaque Esta Noite de Sua Memória".
Uma pena!!!

Texto: Suyene Correia
Postar um comentário