quarta-feira, 9 de junho de 2010

A Hora e a Vez da Música Instrumental



Não combinou ainda com o namorado (a) o que fazer nesta noite de sábado ? Sugiro um programa em dose dupla (ou seria tripla ?) com música erudita num primeiro momento e, depois, um cineminha regado ao que há de melhor no rock instrumental brasileiro da atualidade.

Então, vejamos. Assegure logo o seu ingresso (se é que ainda tem para vender) do concerto de Nelson Freire e Orquestra Sinfônica de Sergipe que acontecerá neste sábado, às 20h30, no Teatro Tobias Barreto. (TTB). O pianista que, recentemente, cancelou algumas apresentações por conta de problemas de saúde, já se encontra em forma e promete emocionar os presentes com um programa que contemplará três peças de Robert Schumann.
Neste ano, comemora-se o bicentenário de nascimento do compositor alemão e, nada mais justo, que prestar-lhe uma homenagem. Ainda que a especialidade de Freire seja executar composições de Chopin, com certeza, ele emudecerá o público com seu apuro técnico e sua emoção à flor da pele.

A ORSSE sob a batuta do maestro Guilherme Mannis e o pianista mineiro tocarão a Abertura Manfred Op. 115; o Concerto para Piano e Orquestra em Lá menor e a Sinfonia no. 1, Op. 38- Primavera. Os ingressos estão sendo comercializados ao preço de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Depois, se o cansaço não tiver "chegado", o destino parece ser o Cinemark Jardins, que exibirá às 23h, na Sessão Notívagos, o documentário "A Todo Volume" de Davis Guggenheim. Para quem curte rock, esse filme é um prato cheio, tendo em vista que ao longo de 97 minutos, o espectador conhecerá um pouco mais sobre o processo de criação de três feras da guitarra: The Edge (U2), Jimmy Page (Led Zeppelin) e Jack White (The White Stripes).

E para fechar a programação em grande estilo, no hall do Cinemark, após a exibição do documentário, encontro histórico em Aracaju da banda gaúcha Pata de Elefante com a baiana Retrofoguetes. Enquanto a primeira, formada por Daniel Mossmann (guitarra e baixo), Gabriel Guedes (guitarra e baixo) e Gustavo Telles (bateria) apresenta um rock instrumental mais apreciativo e melódico, a segunda, composta por Morotó Slim (guitarra), Rex (bateria) e CH (baixo) toca um mix de estilos como o mambo, tango, swing jazz e polca que não deixará ninguém parado.

Pata de Elefante tem três discos na bagagem: "Pata de Elefante" (2004), "Um Olho no Fósforo, Outro na Fagulha" (2008) e Na Cidade (2010) e, no ano passado, foi considerada a melhor banda de rock instrumental do país.

Já a Retrofoguetes, lançou em 2004, pela Monstro Discos o primeiro CD "Ativar Retrofoguetes!" e, no ano passado, lançou o CD "Chachachá". Inovando sempre, os rapazes comandaram um trio elétrico no Carnaval Baiano 2009/2010.

Os ingressos para a Sessão Notívagos custam R$ 20 (dando direito a três bebidas) e já podem ser adquiridos na Casa da Cópia (Shopping Jardins), Casa Alemã, Casa do Artista e Autopeças Macedo.

Texto: Suyene Correia

Foto 1: O pianista Nelson Freire tocará peças de Robert Schumann no TTB

Foto 2: Os gaúchos do Pata de Elefante mostrarão repertório do novo disco

Foto 3: Os baianos do Retrofoguetes prometem animar a galera presente à Sessão Notívagos
Postar um comentário