quarta-feira, 14 de maio de 2014

Lula Ribeiro e Zé Renato apresentam-se no TTB



Zé Renato e Lula Ribeiro_http://bangalocult.blogspot.com
Zé Renato e Lula Ribeiro tocarão clássicos da MPB

O cantor sergipano Lula Ribeiro, radicado no Rio de Janeiro há mais de duas décadas, sempre que pode, visita a terra natal e se apresenta aos sergipanos. O cantor e compositor que já participou do MPB Petrobras, fazendo o show de abertura para João Bosco e lançou o DVD “Palavras que Não Dizem Tudo” no palco do Teatro Tobias Barreto, retorna à casa de espetáculos para apresentar o projeto “Lula Ribeiro Convida”.

Nesta sexta-feira, a partir das 21h, ele estará com o cantor Zé Renato (integrante do Boca Livre) realizando um show intimista, acompanhado do percussionista Marco Lobo. Além do repertório autoral, que traduz suas impressões sobre a vida, Ribeiro prestará homenagem aos compositores da MPB, como Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Dolores Duran, entre outros. Não faltarão canções inéditas, escritas para o seu próximo disco. Zé Renato, por sua vez, além de dividir algumas canções com o anfitrião, também interpretará sucessos do grupo Boca Livre.

Lula Ribeiro– Iniciou sua carreira musical em Aracaju, participando de shows coletivos com outros artistas sergipanos. Lançou os CDs “Cajueiro dos Papagaios” 91986), “Janeiros” (1993), “O Sono de Dolores” (1996), “Muito Prazer” (1999), “Algum Alguém” (2002), “Palavras que não Dizem Tudo” (2008), lançado também em DVD.

Esse trabalho gravado ao vivo, conta com as participações especiais de Paulinho Moska e Luiz Melodia. Em 2009, apresentou o show “Palavras que não Dizem Tudo”, com o Projeto Música na Urna, contando com as participações especiais do grupo A Cor do Som, Kleiton & Kledir, Doces Cariocas; Edu Krieger, Vander Lee, Zé Renato, Sá & Guarabyra e Bossacucanova.

No ano de 2010, lançou o projeto “Lula Ribeiro Convida”, no Capim Limão, onde já recebeu Flávio Venturini, Celso Adolfo, Affonsinho, Vander Lee, Luís Carlos Sá, Túlio Mourão, Chico Amaral, Titane, Tiago Delegado, entre outros. No momento está em pré-produção de um novo CD, com produção de Arthur Maia, onde apresenta parcerias com compositores como: Zeca Baleiro, Vander Lee, Pierre Aderne, Gabriel Moura, entre outros.

Zé Renato – Zé Renato começou sua carreira artística participando de festivais. Em 1977, integrou o grupo Cantares, ao lado de Marcos Ariel, entre outros, com o qual lançou um compacto duplo pela Funarte, no ano seguinte, no projeto “Vitrines”. Em 1979, formou, com Cláudio Nucci, David Tygel e Maurício Maestro, o quarteto vocal e instrumental Boca Livre, com o qual ganhou projeção nacional e gravou vários discos.

Construiu sua carreira solo paralelamente ao seu trabalho com o Boca Livre, participando individualmente de vários projetos musicais. Em 1982 lançou “Fonte da Vida”, seu primeiro disco solo, e, no ano seguinte, “Luz e Mistério”. A partir de 1984, começou a atuar em dupla com Cláudio Nucci, com quem lançou o disco “Pelo Sim, Pelo Não”.

Dois anos depois, com Cláudio Nucci, Ricardo Silveira, Marcos Ariel, Zé Nogueira, Jurim Moreira e João Batista, a Banda Zil, com a qual lançou, em 1988, o álbum “Zil”. No ano seguinte integrou a banda Al di Meola, participando da gravação do LP “Tiramisu”. Em 1993, formou um trio com Victor Biglione e Litto Nebbia, gravando em Buenos Aires, “Ponto de Encontro” ( no Brasil, o disco saiu pela Leblon Records).

Lançou, o CD “Arranha Céu” (1993), com regravações de antigos sucessos de Silvio Caldas e, em 1995, presta homenagem ao sambista Zé Keti lançando o CD “Natural do Rio de Janeiro”. Em 1998, realizou turnê de lançamento do CD “Boca Livre Convida”, apresentando-se em diversas capitais brasileiras e no Summerstage Festival de Nova York (EUA).

Em 1999, gravou “Cabô” disco composto de sambas de sua autoria, em parceria com Lenine, Pedro Luís e Elton Medeiros, entre outros. Em 2000, desligou-se do grupo Boca Livre, mas a separação não foi por muito tempo. Sete anos depois, Zé Renato juntamente com  David Tygel, Maurício Maestro e Lourenço Baeta lançam “Boca Livre e ao Vivo” (vencedor do Prêmio Tim 2008 na categoria Melhor Grupo).

Nos últimos 14 anos, Zé Renato lançou 11 discos, tendo como destaque “É Tempo de Amar” (2008), com o qual ganhou o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) na categoria Melhor Cantor e o Prêmio da Música Brasileira 2009, na categoria Melhor Cantor de Canção Popular.
Postar um comentário