quarta-feira, 28 de maio de 2014

SpokFrevo Orquestra lança "Ninho de Vespa" no TTB




SpokFrevo Orquestra_foto Beto Figueiroa_http://bangalocult.blogspot.com

 Recém agraciada, na categoria  Melhor Grupo de Música Instrumental do 25º  Prêmio da Música Brasileira, a SpokFrevo Orquestra chega ao Teatro Tobias Barreto amanhã, às 21h, para lançar seu segundo disco de carreira “Ninho de Vespa”. No show, a orquestra liderada pelo maestro Spok mostrará o quanto amadureceu, desde o lançamento do disco de estreia “Passo de Anjo” (2004).
“Ninho de Vespa” traduz uma complexa comunhão de gêneros musicais brasileiros não eruditos aludidos para plateias de concerto, indo além da música para fazer dançar, tão associada aos sons carnavalescos. Com seus naipes de saxofones, trombones, trompetes, além de guitarra, contrabaixo, bateria e percussão, o grupo vai ultrapassando barreiras sonoras por onde passa. O tradicional e secular ritmo do frevo, aclamado por multidões e patrimônio cultural do Brasil, é repaginado pela SpokFrevo Orquestra com uma pegada jazzística e tons contemporâneos, num impressionante resultado musical.
O álbum expande as experiências sonoras e amplia regras quase imutáveis da fórmula típica do frevo, também na carta de compositores, mostrando que o ritmo não demarca apenas um reduto pernambucano, mas permeia a história da música popular brasileira. Numa pluralidade de sotaques, estão presentes:  a faixa título ‘Ninho de Vespa’ de Dori Caymmi com letra de Paulo Cesar Pinheiro;  a parceria em ‘Tá Achando que Tá Devagar?’ de Hamilton de Holanda, que participa com seu inconfundível bandolim; ‘Comichão’ de Jovino dos Santos Neto; ‘Quatro Cantos’ com Nelson Ayres ao piano; e ‘Spokiando’ assinada pelo violonista alagoano João Lyra (junto com Adelson Viana).
Entre as pratas-da-casa de Pernambuco, demarcam o território do frevo clássico de Nelson Ferreira (1902/1976), a música ‘O que Nélson Gostou’. O forró deu passos de frevo em ‘Capibarizando’ de Beto Hortis, um dos grandes sanfoneiros nordestinos e na belíssima ‘Onze de Abril’ de Dominguinhos, com um arranjo antológico de Spok. Completam o disco, as faixas ‘Pisando em Brasa’, ‘Debaixo do Frevo’, ‘Pipocando’, ‘Moraes é o Frevo’ e ‘Cara de Carranca’.
Os ingressos para o show de amanhã, patrocinado pela Petrobras, estão à venda na bilheteria do teatro ao preço de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
Postar um comentário