sexta-feira, 10 de julho de 2009

II Festival Paulínia de Cinema foi aberto com Noite de Gala





























Assim como no ano passado, Paulínia fez bonito na abertura do seu Festival de Cinema. Em sua segunda edição, o Festival de Cinema de Paulínia (interior de São Paulo), dá sinais de amadurecimento em alguns pontos, sobretudo no que tange à cerimônia de boas-vindas: concisa, em tropeços e bem-humorada.
Capitaneada por Marília Gabriela e Lázaro Ramos, a abertura do festival contou com grandes estrelas (Ney Latorraca, Débora Bloch, Selton Melo, Antônio Pitanga, Paula Burlamaqui, entre outros) e o público teve a oportunidade de conferir o teaser do evento, fantasticamente produzido em Animação 3D, feita no Pólo Cinematográfico da cidade. Também foi exibido um curta promocional sobre a história de Paulínia, bem como a contrução do Pólo Cinematográfico, incluindo a Escola Magioa de Cinema.
Na noite, foi exibido "À Deriva" de Heitor Dhalia que, particularmente, me decepcionou com um filme insosso. Mas isso eu vou me ater depois.
Agora, alguns flashes da festa.

Texto e Fotos :Suyene Correia
Foto 1: Laura Neiva, a jovem atriz de "À Deriva"
Foto 2: Lázaro Ramos e Marília Gabriela mandaram ver como mestres de cerimônia
Foto 3: Ney Latorraca e Paula Burlamaqui marcam presença na abertura do evento
Foto 4: Cauã Reymond e Débora Bloch fazem parte do elenco de "À Deriva" de Heitor Dhalia
Foto 5: Ana Carolina Lima (atriz) e Rubens Ewald Filho (curador do festival)
Foto 6 e 7: Luiz Miranda e Selton Melo, ambos atores de Jean Charles, super solícitos com os jornalistas

4 comentários:

fabioalves disse...

Pois é, acabou indo mesmo a Paulínea né. Que bom, parece que deu tudo certo. Para quem não está na cidade, tem o blog para acompanhar o dia-a-dia desse festival através de comentários sensatos, sinceros e divertidos. Estamos seguindo à distância, eu, Marta e Renato. Boa estada e aproveite!

Renata Ouro disse...

É isso aí, minha amiga e jornalista competente. Continue assim, representando extraordinariamente a cultura do nosso Estado. Espero que os governantes daqui tomem como exemplo este grandioso festival, uma criança com apenas dois anos de idade. Beijo grande!

marcelo prudente disse...

Bangalo cult ou suyiene tem twitter? adorei o texto da Paulinia, a força dos festivais nos interiores desse brasilsao, mostra como a cultura pode ta em todos os lugares e isso ser tao "autentico" :)

Fatima disse...

Muito bem garota... Que legal que seus olhos e inteligência brindam a nós sergipanos....


Fátima Lima