quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O 'delírio' de Natalie Portman


Personagens perturbados ou desajustados são marcantes nos filmes do diretor Darren Aronofsky. Basta lembrar do jovem matemático Max em  "Pi", da sexagenária Sarah Goldfarb em "Requiem Para Um Sonho" e de Randy Robson em "O Lutador".

No mais recente filme de Darren, "Cisne Negro", parece que ele delineia a personagem Nina, com características desses outros grandes "pirados" do cinema, só que o que antes era esboço, agora vira desenho de gênio.

Natalie Portman (em atuação oscarizável) vive a  jovem bailarina Nina, que sonha em ser a número 1 da companhia de dança em  que trabalha. Com a aposentadoria precoce de Beth (Winona Ryder, irreconhecível),  o coreógrafo Thomas Leroy (Vincent Cassel) decide escolher uma substituta para protagonizar "O Lago dos Cisnes".

Thomas sabe que Nina não terá problemas em interpretar o Cisne Branco, mas duvida muito que a jovem virginal, seja capaz de encarnar a voluptuosidade do Cisne Negro. Desafiada pelo coreógrafo e cobrada diariamente pela mãe (Barbara Hershey)- uma ex-bailarina que interrompeu a carreira por conta da gravidez - Nina que já tem uma estrutura psíquica frágil, começa a descompensar.

A partir daí, o filme de Aronofsky transforma-se num delírio visual. As alucinações de Nina confundem-se com a realidade, e o espectador sente-se atordoado, às vezes por conta disso, outras ocasiões por conta da câmera do diretor que rodopia juntamente com a bailarina na execução de seu bailado. A trilha sonora assinada pelo britânico Clint Mansell também é perturbadora, com discretos sons que nos fazem lembrar o "bater de asas ", principalmente, quando Nina já está participando do espetáculo, na sequência final.

Alguns críticos apontam um exagero do cineasta em relação ao uso excessivo de visual expressionista (o que discordo) e também porque ele insiste em mostrar a cada instante, a obsessão da bailarina para com o balé de Tchaikovsky (caixinha de música, toque de celular, decoração do banheiro, tudo remete ao Lago dos Cisnes).  A verdade é que Darren Aronofsky nos presenteou com um triller psicológico impactante e permitiu que Natalie Portman exercitasse todo o seu talento interpretativo, no que talvez seja o seu melhor trabalho até então. Oscar para ela...

Legenda da Foto: Nina (Portman) antes de criar 'asas' em "Cisne Negro"

5 comentários:

rmcta disse...

Tem crítico que não gostou do filme, entre outras coisas, porque achou que o resultado seria melhor se utilizassem uma bailarina profissional que soubesse interpretar porque a Natalie não estaria bem nas cenas de balé...

Bangalô Cult disse...

Pois é, Rui, Natalie não é nenhuma Meryl Streep que canta, dança, sapateia e fala com mil sotaques...
Mas a despeito dela saber dançar ou não, que ela dá um show de interpretação, isso ninguém vai questionar.

Laryssa Viana disse...

Concordo com Suyene. Natalie foi ótima, e ela já dançou ballet ainda criança, mas realmente ela não é nenhuma Meryl Streep. Suyene, além da interpretação da Natalie, gostaria de destacar a atuação da 'novata' Mila Kunis que interpretou Lilly. Ela fazia parte do mundo das séries de Tv e 'Cisne Negro' foi seu 1º grande destaque no cinema. Senti falta do nome dela na lista de indicação na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, afinal ela foi indicada nesta categoria em outros prêmios. Suyene eu tenho uma dúvida, eu acho que pelo tema 'Cisne Negro' não seja um filme que o Oscar goste e nem que o papel de Natalie seja também, ainda penso, sem querer desmerecer o trabalho dela no filme que foi ótimo, mas será que a Academia vai dar para ela só pq não tem nenhuma atriz este ano à sua altura? Talvez até seja por isso que a Kunis (por causa do papel) não tenha sido indicada, o que acha? 'Bravura Indômita' vai estrear mesmo Sexta, têm alguma informação? Eu espero, quero assistir de novo, e Claudia tb, de tanto que falei do filme. Novamente um comentário enorme, desculpas. Abraços Laryssa.

Bangalô Cult disse...

Oi Larissa, tudo bem?
Olha, vc tem razão. Na vontade de não me estender no texto, foquei muito em Natalie e em Darren.
Mila Kunis também está muito bem no papel de Lily e, não é à toa, que seu nome consta na maioria das críticas de "Cisne Negro" de forma elogiosa.
Quanto a escrever muito aqui na seção de comentários, não existe limite de linhas. Escreva quanto quiser.
Abçs

rmcta disse...

Na verdade, todo o elenco está muito bem, Barbara Hershey, Vincent Cassel...
Você já viu a Meryl Streep personificada em Margareth Tatcher para o filme "The Iron Lady"??? Incrível...Abraço!