sexta-feira, 16 de novembro de 2012

O Septuagenário Zé Carioca

 
 
Depois do Pato que inaugurou as publicações da Editora Abril completar sete décadas, é a vez do mais célebre personagem de HQ já criado no Brasil virar setentão: Zé Carioca, o mais clássico de todos comics tupiniquins, fez sua estreia no longa dos Estúdios Disney “Alô Amigos” em 1942. Para comemorar essa data, a Editora Abril fará uma coletânea de todas as histórias já publicadas ao longo deste tempo, algo que nunca foi feito antes.

São dois volumes de 300 páginas cada, sendo que o primeiro está nas bancas desde o dia 30 — exatamente um mês depois, a segunda edição desembarca. No total, 103 tiras serão republicadas com as cores originais com que foram lançadas. A Abril reuniu um time de especialistas que devotaram cerca de dez meses a uma pesquisa minuciosa para conservar os mesmos tons vintage de gibis de décadas passadas.

Decerto, a coleção encherá de nostalgia gerações inteiras influenciadas pelos quadrinhos Disney, e fará um importante trabalho em resgatar aos leitores mais jovens este valioso legado da produção brasileira de HQ. Fato, porém, é que a Editora Abril dará um passo adiante ao publicar as primeiras histórias inéditas de Zé Carioca em mais de dez anos. Quem assina os roteiros são dois desenhistas que escreveram algumas das mais célebres histórias no apogeu do gibi de Zé Carioca aqui no Brasil, durante os anos 70, 80 e 90, Arthur Faria Jr. e Luiz Podavin. A Editora Abril passará a publicar histórias inéditas da Vila Xurupita a partir do 1º trimestre de 2013.



Postar um comentário