quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Max Richter x Vivaldi


Comecei a gostar de música clássica por conta de "As Quatro Estações" de Vivaldi. Não me lembro bem, quando ouvi a composição pela primeira vez, mas recordo que nos anos de 1980, havia uma propaganda televisiva do sabonete Vinólia, embalada pela "Primavera" e eu adorava quando passava.

Desde então, meus ouvidos ficaram extremamente sensíveis e viciados aos acordes das Estações.  Tudo que se refere a esse clássico, interessa-me. E por isso, não hesitei em comprar, em Berlim, esse CD lançado no início do ano, com uma releitura da 'Primavera', 'Verão", 'Outono' e 'Inverno' feita por Max Richter.

Até então, não conhecia esse compositor germânico, que já fez  trilhas para o cinema de seu país, além de ter composto a canção "Sarajevo" do filme "Prometheus" de Ridley Scott. Prá mim, não precisava ele ter feito mais nada na vida. Bastava esse disco.

Sua releitura de "As Quatro Estações" tocada pela camerata Konzerthaus de Berlim, sob a regência do maestro André de Ridder e contando com o violinista Daniel Hope é perfeita. Quem ouve, quer mais. Richter faz um híbrido de música erudita com contemporânea bastante funcional, explorando sobremaneira os cellos e baixos.

Confira um pouco de sua inventividade musical no primeiro video abaixo e entrevistas com Richter, Ridder e Hope, no segundo





Postar um comentário